Casais

warning: Creating default object from empty value in /home/maite/public_html/modules/taxonomy/taxonomy.module on line 1390.

No site do bate papo

Meu nome é R.L., tenho 49 anos, sou casado com a M. Sol., sou louco por mulher, mas não vou negar, que sempre tive muita curiosidade, sobre como seria foder com uma pessoa do mesmo sexo. Sempre entro nas salas de bate papo, à procura de satisfazer a curiosidade, mas nunca me senti realmente interessado por ninguém. Nos moramos em São Paulo, na Zona Norte, e fomos passar o natal de 2006, com a família, na baixada santista. Como eu teria que trabalhar na última semana do ano, voltei no domingo, e deixei minha esposa em Santos, com as amigas, e parentes. Cheguei em casa, liguei o computador, como de costume, e pra variar, entrei numa sala de bate-papo, com o nick de "TopoTudo-ZN". Demorou bastante, mas encontrei um cara que usava o nick de "Ksado-Bi-ZS". Começamos a teclar, contei que estava sozinho, e falei da minha "curiosidade". Ele perguntou meu nome, e falou o dele:
- Érico!

Uma viagem maravilhosa

Olá, eu me chamo Marcos (fictício) e minha esposa, Roberta (fictício). Vou contar para vocês uma de minhas histórias, esta neste caso, ocorreu comigo e com minha esposa. O conto é meio longo mas vai valer a pena.
 
Uma breve descrição de como somos: Eu tenho cerca de 1,80m, 74kg, considerado magro, moreno claro. Muitas pessoas dizem que sou muito charmoso e sou bonito sem ser lindo, uma pessoa normal. Minha esposa tem 1,65m, morena clara, cabelos pretos, 62kg, e é muito bonita. Ela é gostosa sem exageros.
 
Somos um casal como outro qualquer, temos filhos, trabalhos muito e por ai vai. Cerca de dois anos atrás completamos 10 anos de casamento e resolvemos nos dar como presente uma viagem (merecida) a Paris. Chegando lá, como qualquer turista, fomos visitar todos os pontos turísticos possíveis nos 11 dias que passaríamos por lá.

Como tudo começou





Untitled Document

Esse é nosso primeiro conto, espero que o primeiro de muitos porque vontade, tesão e imaginação a gente tem de sobra!!
Escrevemos a duas mãos, sou Natalia, tenho 1,53, 49kl. Dizem que são os menores frascos que tem as melhores essências e eu concordo totalmente!
Meu gato chama-se Felipe, ele tem 31 anos e 1,80m e quando o conheci senti um frio na barriga, mas fingi que não percebi e deixei rolar.

Mudanças Radicais

As vezes na vida da gente ocorrem mudanças radicais e comigo aconteceu uma da qual nunca mais esquecerei. Meu nome é Alyne,32anos,falsa magra,pernas lindas sempre muito cobiçadas.Sou casada,uma filha de 12 anos,vida rotineira normal.Tenho feito cursos de especializações em maquiagem,penteados e correlatos na área de beleza.Meu marido um cara super antenado,atualizado,moderno e com mente aberta.Vivemos normalmente nossa rotina,sendo que de um tempo recente pra cá,vem trazendo para nós filmes pornôs,revistas,com a tônica principal,esposas se satisfazendo sexualmente à três....negros,coroas,peludos,barrigudos e principalmente dotados,,,tem mexido demais comigo,pois sendo meu marido meu único homem até hoje, possuindo um dote muitíssimo pequeno,sem pêlos por todo o corpo,magrinho,,,apresentando-se pouco atraente em comparação aos que estamos vendo.

Relaxando meu namorado

Oi sou Crislane...
Vou contar como relaxei meu namorado num fim de dia cansativo!
- Cheguei em casa! Tô mortinha kk
> Eu to chegando,to um caco. Quero cama rs.
- Quer companhia?
> Quero massagem!
- Já já chego aí na cozinha (gritei da sala) .
Cheguei, e ele pergunta se quero algo:
- Sabe do que eu gosto nè ? Rsrs....
Mas hj estamos pra lá de Bagdá!
Me resta fazer uma massagem!
....
- Onde quer a massagem?
> primeiro nos ombros,a outra vc escolhe onde quer. Rsrs
- Vamos pra o quarto que lá eu te mostro!
Vou com as duas uma em cada ombro, ele deitado de costas e eu de joelhos com as pernas abertas sobre seu corpo...
(Delícia, ele gostou)
Fiquei no ombro até ele relaxar, vez por outra, colo meu corpo no dele e dava beijinhos na nuca...
Desci minhas mãos bem de leve pelas suas costas.... subindo e descendo as pontas de meus dedos, passei a língua quente em sua nuca e depois assoprei, pra o ver arrepiadinho (funcionou)

Levei minha esposinha para o ex dela comer e eu ganhar meu chifres

Olá , tenho 32 anos e minha esposinha 24, usarei os nomes fictício eu kleber ela jessi. Estamos casados a 5 anos, temos dois filhos pequenos e ela parece que nunca nem ficou gravida pois e dona de um corpo lindo e uma bundinha empinada e perfeita cintura fina peitos médios para pequenos, eu tambem procuro me manter sempre em forma, pois assim combina mais com a gostosura dela em seus 1,66 de altura com 55kg bem distribuido.

Fui corno

Aconteceu a alguns anos, eu sou casado com uma morena gostosa, e muito fogosa.
Havíamos casado a poucos meses, e conheci um garoto de 20 anos muito gente boa, e ele estava em São Paulo fazendo um curso e teria que ficar em hotel, dai me surgiu a idéia de convida-lo para passar uns dias em minha casa, ele aceitou e eu apresentei a minha esposa que na época estava com 24 anos.

Eles se deram muito bem, fizemos churrasco, bebemos e ela ficou bem animada, e eu fazendo planos de ser corno.
Já era tarde e fomos deitar, algum tempo depois estávamos fantasiando ela transar com com o garoto, isso nos deixou muito excitados.

Realizando fantasia depois de 40 anos de casados





Untitled Document

Somos um casal normal, apesar dos 42 anos de vida conjugal, de família constituída, filhos criados e até netos, eu com 70 e ela com 62 anos de idade. Desde que nos conhecemos que o sexo é uma motivação a mais para que nossa vida seja de aparente felicidade, sempre juntos, passeios, festas, baladas, com agradável e alegre convívio com as pessoas com quem nos relacionamos.

Exibicionismo de uma esposa recatada na praia

Bom pessoal! o que vou relatar agora é uma estória real que aconteceu comigo e minha esposa numa viagem que fizemos à praia.

Somos de mato grosso,estamos na casa dos trinta anos me chamo Marcos e sempre tive vontade de conhecer praias,mas minha esposa Andreia de tão recatada não usa roupas curtas e mal se quer coloca um biquine ,apesar de ser muito gostosa com seios fartos,bunda arrebitada cintura fina e quadris largos disse q não se sente muito à vontade; mas em cima de muita insistência está sempre bronzeada, com biquine grande é claro.

Virei safada casada na Webcam

Sou uma morena, gostosa de 31 anos de bumbum grande e coxas grossas , desperto o tesão dos homens quando posso pela rua de vestido curto, veja na foto, adoro me exibir. Eu e meu marido já curtimos de tudo um pouco , realizamos muitas fantasias, mas agora foi uma fantasia inédita para mim, ser uma striper virtual. Pensamos nessa ideia para amadurecermos antes de realizar.

Fui convidada para participar em site de stripers virtuais. Fiquei fascinada e conversei com meu marido sobre o assunto e ele logo me incentivou, então fiz o cadastro e preenchi o contrato com o site!

Uma noite muito boa!!!

Nossa história se passa no ano de 2011, já tínhamos frequentado uma casa de swing antes, mas está foi a primeira vez que vivemos tal experiência, eu com 28 anos e ela com 26, dona de um corpo lindo, uma gata com seios fartos, e uma linda tatuagem que pega as costas de ponta a ponta, devo ser sincero em dizer que ela desperta muitos desejos e fantasias principalmente as minhas, dona de uma carisma sem igual.

Traindo o marido dentro da construção

Oi ! Nós somos realmente casado há 14 anos e formamos um casal liberal, estamos na faixa dos 35 anos, nos chamamos Jony e Shirley, gostamos muito de sexo e fantasias, em todos esses anos que estamos juntos já realizamos muitas fantasias e loucuras, temos o hábito de documentar e escrever todas as nossas tranzas e fantasias que já realizamos, temos 21 relatos publicados nesse site e a medida que as nossas fantasias vão sendo realizadas logo em seguida agente posta pra vocês lerem, a Shirley adora me trair independente de eu estar presente ou não e eu adoro ser corno, ela já tem alguns amantes fixos e alguns deles trazam com ela na minha frente, quando isso não é possível ela sai sozinha e depois me conta tudo em detalhes antes mesmo de tudo acontecer, tudo é planejado cuidadosamente com sigilo e segurança, depois de aprovado, minha putinha sai para fazer o que mais gosta que é colocar um par de chifre no corno do maridão.

Ensinando o amigo a enrrabar a esposa

Meu conto é real aconteceu a algumas semanas atrás,estou grávida na verdade no final da minha gestação praticamente, trabalho em uma empresa já 4 anos e tenho certa liberdade de conversar algumas coisas com meu colega de trabalho mais próximo.
Estava reclamando de um pouco de dores nas costas  estes dias e engatamos uma conversa estranha, na verdade ficou curioso prá saber se eu ainda estava fazendo sexo normalmente com meu marido apesar da gravidez, então falei a verdade que sim , que tirando dias que eu tinha alguma indisposição normal a gestação nosso sexo era normal , senão melhor que antes até.

Vingança cruel da esposa parte 1

Sou casado com uma mulher madura, de 45 anos, loira falsa, 1,65m, 55 kg, bunduda, gostosa, e cheia dos recatos e pudores.

Comecei a sair com outras mulheres e ela descobriu que eu comia uma funcionária, uma mulatinha nada de excepcional, mas um furor na cama....fazia de tudo....

Minha esposa ficou fora de si, me xingou, falou como eu podia trocar ela, gostosona, por uma mulatinha vulgar, rampeira... ameaçou se separar, gritava, disse que ia me delatar ao pai, dono da empresa onde sou diretor, que eu ia ficar na pior, etc...nesse dia, me tranquei no quarto de hospedes e passei a noite lá...

No dia seguinte, acordei e minha mulher me esperava na cozinha para o café...disse apenas que precisávamos conversar, era muito importante...tomei meu café e fomos para a sala...achei que as coisas estavam mais calmas e fiquei relaxado...então ela começou a falar : você tem duas alternativas....se separa, deixa a empresa, perde tudo, vai ser um ninguém, vai embora sem grana, sem nada....

Mais uma da Soninha e seu marido Sérgio

Passamos a freqüentar casas noturnas que tivessem muitos homens a sós.Eu, sentada,bebendo o meu vinho favorito, de pernas cruzadas, mostrando minhas coxas, balançando o pezinho e o Sergio do lado, eu era encarada por um mulato, cara de safado de uns 1,95 m, muito forte que não se intimidava com a presença de meu marido. Este por sua vez fingia não perceber nada e deixava a coisa rolar.O cara fez um sinal com a cabeça, como que me chamando e eu excitada falei ao meu marido que ia ao toalete. Levantei e passei pelo cara e fui ao toalete.Na saída ele esperava por mim, e pegando no meu braço, foi falando que eu era muito gostosa , que devia estar procurando alguém como ele, homem que sabia como se tratava uma mulher assim.Me disse que iria me pegar para dançar, assim que eu sentasse e informasse o cafetão sobre isso.

Segredos de uma mulher casada IV

Tomei consciência de que estava me aventurando em uma situação de grande risco. Além de estar me entregando a um outro homem, esse homem era chefe de meu marido e estávamos nos amando em minha casa, na cama em que dormia com meu marido.
O tesão era imenso porisso os riscos começaram a perder sua importância, afinal La estava eu, deitada em minha cama, tendo as minhas roupas suavemente retiradas por um homem intenso que sabia amar como ninguém. Abaixei o retrato de Claudio no criado-mudo e me senti mais liberada.

Alberto deitou-se ao meu lado e começou a alisar-me, suas mãos grossas passando pelo bico dos meus seios, descendo pela barriga, passando pelo umbigo e chegando ao meu monte de Venus me causavam um intenso frisson. Eu estava toda arrepiada e Alberto se divertia com isso. Ele então me conduziu lentamente até seu pinto que estava duro que nem um pau e me fez beijá-lo. Admirei aquele lindo falo e mergulhei nele, chupei-o vorazmente.

Segredos de uma mulher casada III

Eu estava realizando novas descobertas e a minha vida começava a ter novos contornos. Passei a desejar mais sexo, o que não era necessariamente a vontade de Claudio, passei a olhar os homens com mais desejo e passei a freqüentar a casa de Aline muito mais.
Temia que Claudio pudesse desconfiar de alguma coisa, porisso não queria envolvimentos com ninguém, se as coisas acontecessem, aconteceriam e ponto final, não tinha pretensão de repetir o mesmo prato.
A verdade é que essas duas infidelidades me mostraram um contexto que eu não conhecia. Eu não tinha noção do potencial do meu corpo. Não conhecia o quanto de prazer poderia ser obtido numa relação sexual intensa.

Segredos de uma mulher casada II

Ali estava eu, uma mulher bem casada, resolvida, a beira de cometer minha primeira infidelidade. Meio tonta, sem nenhuma resistência, me vi sendo levada para um canto mais ermo do bar, uma porta se abriu e entramos numa espécie de quartinho bem arrumado. Uma luz tênue iluminava o ambiente criando uma atmosfera de luxuria. Fui agarrada, uma vez mais seus lábios tocaram os meus e enquanto sua língua passeava em minha boca, suas mãos febrilmente desabotoava meu soutiem. Ao surgirem meus seios, duros pelo extremo tesão, ele se pôs a beijá-los, lambe-los e suas mãos não paravam, puxavam agora a minha saia para baixo e de repente, eu estava deitada de calcinha apenas, com as pernas abertas e uma boca a sorver meu clitóris esfomeadamente. Fui às estrelas! Nunca havia sentido tal sensação! Acho que o clima do proibido e a presença máscula de um outro homem despertaram uma puta que eu mesma desconhecia existir.

 

Segredos de uma mulher casada

As coisas acontecem, a gente nem sempre consegue entender porque.

Eu, uma mulher casada, bem resolvida, um bom marido, filhos adolescentes, mas ajuizados, enfim, uma vida que não poderia ser melhor. Aliás, a vida da gente, boa ou má, só passa a ter uma definição mais correta quando você a compara. E comparar é muito fácil. A Aline, minha amiga, casada com o Douglas, tem uma vida bem diferente da minha. O Douglas apesar de tratá-la bem, vive dando em cima das mulheres que aparecem. Aproveita de seu estilo brincalhão e aproveita-se disso. Não raro ouço a Aline reclamar de que ele a esta traindo. É apenas uma possibilidade, mas considerando o jeito do Douglas ser, pode muito bem ser verdade. Meu marido Claudio já se aborreceu com o Douglas. Um dia, em um churrasco, depois de beber muito, o Douglas disse ao Claudio que eu era uma mulher muito gostosa.

Puta por profissão

Estou escrevendo este conto para contar a todos como é minha vida, especialmente hoje que já tive que dar conta de três faturas divida de meu querido esposo. Ele é dessas pessoas que primeiro faz a divida depois todo mundo tem que se virar para fazer o pagamento. Para começar deixa eu me apresentar a vocês meu nome é Livy, tenho trinta e seis anos, tenho cabelos castanhos longos abaixo do fecho de meu sutian, tenho peitos bem pequenos e bicos e mamilos rosadinhos bem clarinhos, tenho uma cintura bem fino a brasileira tenho uma bunda enorme mais ou menos um 1.09cm, tenho cocha grossas, não sou bonita, mas sou bastante cativante, adoro uma roupa justa, principalmente calça jeans e leg, tenho várias, de muitos modelos, blusas já gosto das mais decotadas, soltinhas e curtas, pois tenho uma barriga lisinha.


Conteúdo sindicalizado