Como virei corno manso

Ola
a todos, sou o corninho, maridinho da Adriana, pois isto que sou e
adoro ser chamado assim, somos um casal alegre de bem com a vida e
liberais, eu sempre tive o desejo de ser corno manso, desde cedo, lia
relatos em revistas masculinas, de homens que tinham levado chifres e
fica super excitado, fantasiando aquilo tudo acontecendo comigo. Tive
varias namoradas a qual falei meu desejo, mas sempre foi em vão,
algumas ate me chifraram mas eu só fiquei sabendo depois que tinha
terminado o namoro. Aos 26 anos de idade conheci a Adriana que tinha 20
anos na época, ela e a mulher da minha vida, começamos a namorar e o
sexo entre nos sempre foi ótimo, logo no primeiro mês de namoro já
falei para ela durante uma transa nossa que gostaria de ver ela dando
para outros e ela gostou da idéia, muito diferente das outras garotas
que tinha namorado, falou que sempre foi o sonho dela ter um
companheiro liberal, mas não sabia se tinha coragem de fazer isto,
apesar de que a idéia a excitava também. Isto para foi o Maximo, tinha
grande potencial dela vir ser a mulher dos meus sonhos que me faria um
Corno Manso, completo.

Num pequeno
intervalo de tempo fomos morar juntos, e sempre que podia durante
nossas transas tocava no assunto, ela fica excitada e me chamava de
corno perguntava se queria que ela fosse putinha, e gozávamos como
loucos. Um dia após uma transa desta ela me perguntou como seria isto
dela sair com outros, que ela tinha vontade mesmo de dar para outros
homens, mas tinha um certo receio, pois apesar de ter vontade de ir
para a cama com outros não gostaria que eu fosse para a cama com outras
mulheres, que ela desejava chifrar, mas não queria ser chifrada. Falei
para minha amada que não tinha vontade de sair com outras que queria
ser Corno Manso, que não sairia que meu tesão era saber que ela esta
dando para outros e ver ela dando, daí ela falou que se fosse assim ela
gostaria desde que ela pudesse escolher os homens que ela iria transar,
que eu não poderia fazer nenhuma objeção quanto ao cara, que poderia
ser amigos dela, amigos meus, caras que ela conhece-se na rua, etc,
estava excitadíssimo com a conversa e aceitei a condição dela, meu pau
estava durão e ela falou então, esta feito, você não pode mais voltar
atrás de agora em diante você vai ser um baita corno, voltamos a
transar e gozei como nunca tinha gozado antes, com ela me chamando de
Corno Manso, falando que ia ser muito puta, que ia dar para todos.

No
outro dia já pude notar mudanças na Adriana para melhor, aos nos
arrumarmos a noite para dar uma saída ela, iríamos a um barzinho tomar
uns choops com uns amigos, vestiu uma blusa super decotada e uma micro
saia sem calcinha, que conforme ela se movia, ora mostrava os peitos, a
bunda ou a bocetinha. Me perguntou o que eu achava da roupa dela,
respondi que estava ótimo que ela estava linda um tesão, uma putinha
linda, ela me respondeu que bom quero me exibir muito esta noite e
paquerar muito também. Fomos para o barzinho e meus amigos que já
estavam lá ficaram boquiabertos ao ver Adriana, não param de elogiar
minha amada, e ela em agradecimento dava generosas cruzadas de pernas
mostrando tudo para meus amigos, eu por minha vez fingia que não estava
acontecendo nada de mais, como um bom Corno Manso, fingia ir no
banheiro e demorava para voltar, e de longe pude ate ver uns mais
saidinhos passarem a mão na perna da minha amada. Ficamos ate as duas
da manhã quando todos resolveram dispersar. Ao entrarmos no carro para
irmos para nossa casa minha amada me falou, nossa se dependesse dos
seus amigos eles me comiam ali mesmo no barzinho, o que eles me
alisaram, estou molhadinha da brincadeira, seu amigo o Helio pelo
volume na calça dele deve ser bem dotado, e pelo tipo dele deve ser
ótimo na cama, convidei ele para ir em casa amanhã a noite.

Perguntei
para que convidou ele e ela me respondeu para tomarmos uma cerveja e
conversarmos, corninho. Fomos para casa e em casa transamos como nunca
com ela me chamando de corno, e me falando que meus amigos tinha visto
tudo dela boceta, peitos, bunda, tudo que ela maliciosamente mostrou
para eles, e que eles deviam estar comentando que eu sou um baita Corno
Manso, gozamos muito naquela noite e trepamos até cairmos exaustos na
cama e dormirmos. No outro dia, um domingo, passamos o dia em casa, o
tempo meio chuvoso, não propiciou um passeio ou uma praia, por volta
das 18 horas Adriana foi tomar banho, se perfumou e se vestiu apareceu
na sala de baby-dool branco super transparente e uma calcinha branca
fio dental também transparente, que fiquei surpreso, perguntei onde ela
ia daquele jeito se tinha se esquecido que tinha convidado o Helio para
ir em casa tomar uma cerveja e conversar, ela me respondeu que não
tinha esquecido não, que era isto mesmo que ela queria que quando ele
chega-se era para eu abrir a porta e ficar na sala com ele, que daí ela
ia aparecer como se não soubesse que ele ali se encontrava e se faria
de boba, pois o que ela queria era transar com ele, e não tomar cerveja
e conversar. Como estava vestida e quase como estar pelada, logo o
telefone tocou e era Helio avisando que estava quase chegando em nossa
casa.

Confesso que fiquei um pouco
apreensivo, era a primeira vez que ia tomar um chifre e não tinha
imaginado que minha amada ia escolher um amigo meu para o primeiro e
nem que seria na nossa casa, mas como tínhamos selado um pacto e com
aquilo tudo estava me excitando demais continuei fazendo tudo que ela
mandava. A campainha toucou era Helio na porta, minha amada me beijou e
falou faz como eu mandei corno, e foi para dentro, abri a porta
cumprimentei meu amigo, e o fiz entrar ele se sentou no sofá e eu numa
poltrona, eu estava bem nervoso e excitado, perguntou como estávamos e
daí surgiu Adriana na sala andando como se não tivesse ninguém ali,
olhou para nos se fez de assustada, e Helio devorou-a com os olhos, ela
falou nossa Helio tinha me esquecido que você vinha aqui casa hoje, e
deu um beijo no rosto dele encostando seu corpo no dele, e falou você
não se importa de eu estar vestida assim né, ele falou que não e claro,
e o volume na calça dele já estava enorme, minha amada se sentou do
lado dele e passou a conversar muita naturalidade, abria as pernas e de
onde eu estava dava para ver sua bocetinha perfeitamente, de onde Helio
estava então deveria ser como se ela estivesse pelada, logo ele colocou
a mão sobre sua a perna da minha amada, minha vontade era tirar o pau
para fora ali e começar a bater uma punheta, ele alisava a perna dela e
Adriana olhava para ele como quem estava gostando, daí pegou a mão dele
e levou ate sua bocetinha, e falou ai você me alisando assim fico
molhadinha sente só, e Helio apertou a bocetinha dela e falou nossa ta
molhadinha mesmo, minha amada tirou o baby-dool, e meu amigo alisava
sua boceta por cima da calcinha, Adriana foi em sua direção e começou a
tirar a roupa dele, deixando meu amigo totalmente nu, daí tirou a
calcinha segou o pau dele que já estava duro como ferro, começou a
chupar, e ela chupa muito bem, arrancava gemidos do meu amigo, daí ela
falou não goza em quero que você me coma, pegou ele pela mão e falou
vem para nosso quarto e mais confortável.

E
foram indo para o quarto, eu tirei minha roupa e fui atrás, não queria
perder nenhum lance, queria ver tudo. No quarto minha amada deito Helio
na cama se ajoelhou sobre ele, fazendo a cabeça dele ficar no meio de
suas pernas, e passou a esfregar sua bocetinha depilada na boca de
Helio que a chupava, ela gemia e pedia para ele não parar fala que
queria gozar na boca dele, ele abria a bunda dela passava o dedo pelo
cuzinho virgem dela, ate que ela gozou aos berros na língua do meu
amigo.

Daí minha amada se posicionou
por cima do macho, ajeitou o pinto dele na entrada da sua bocetinha e
foi descendo lentamente, eu me posicionei atrás deles e dali tinha uma
visão privilegiada, vi aos poucos todo o pinto do meu amigo sumir
dentro da grutinha da minha amada, ele passou a enfiar um dedo no
cúzinho dela, e ela cavalga-lo, ela urrava de prazer, gemia e foi
aumentando o ritmo da cavalgada, ele ajudava com estocadas, e ela fala
isto me fode gostoso, a vou gozar novamente, olha seu corno e assim que
se fode uma mulher, isto vai, e gemia, nisto Helio anunciou que ia
gozar e ela pediu para ele, vai goza bem no fundo quero sentir sua
porra bem lá no fundo e gozou arrancando mais um orgasmo da minha
amada. Minha amada deixou cair o corpo sobre Helio e ficaram se
beijando na boca, o pinto dele deu uma amolecida e saiu de dentro da
bocetinha dela, e pude ver a porra dele escorrendo de dentro dela, eu
já tinha gozado me masturbando e continuava com o pau duro.

Adriana
minha amada, se ajeitou ao lado do comedor e começou a chupar seu pau
que rapidamente ficou duro, ela ficou de quatro e pediu para ele, vem
me comer vem mete este pintão na boceta mete, Helio se ajeitou atrás
dela e enfiou de uma vez só, ela deu um gritinho e falou isto mete, ele
começou a socar seu pinto com força e ela gemia gritava de prazer,
Helio passou a chamar ela de puta, de vaca o que aumentou o prazer
dela, ela rebolava mais ainda e pedia para ele socar mais forte ainda,
ela tinha um orgasmo atrás do outro, a cena era maravilhosa ver ela
dando me faz gozar varias vezes, ate que Helio gozou novamente enchendo
ela mais uma vez com toda sua porra. Caíram deitados na cama quase sem
fôlego, ficaram se beijando e se alisando e o pinto dele ficou duro
novamente, minha amada abriu as pernas e Helio meteu nela novamente,
seu pinto entrou de uma vez só, de tanta porra dele que já tinha dentro
da sua boceta, ele soca e chupava os peitos dela e ela rebolava e gemia
alto, teve mais uma serie de orgasmos ate meu amigo gozar inundando
pela terceira vez a boceta da minha amada esposa, ficaram deitados se
beijando, minha esposa elogiou a performance do meu amigo, se beijaram
e se alisaram um pouco mais e Helio falou que tinha que ir embora mas
que iria voltar sempre para come-la, ela falou para ele que era só ele
ligar que ela já ficaria pelada esperando ele, foram para sala Helio
vestiu suas roupas e minha amada acompanhou ele ate a porta pelada
ainda se beijaram e ele foi embora.

Minha amada me pegou me levou para o quarto se deitou na cama e falou
gostou corno, falei que sim que tinha adorado que era melhor do que eu
imaginava, e então vem cá vem chupar minha boceta gozada por um macho
de verdade vem, comecei a chupar e era grande ainda a quantidade de
porra que tinha lá ainda, ela falava vai corno me chupa sente o gosto
da porra de um macho de verdade, ta sentindo o gosto da porra dele ta,
ta sentindo o gosto do pau gostoso dele ta, chupa tudo chupa, minha
língua entrava na boceta dela ela estava arrombada, meu pau fico duro
novamente e eu já tinha gozado umas cinco vezes, enfiei meu pau na
boceta dela e pode sentir como estava larga depois de ter dado para
ele, meu pinto parecia que sambava dentro dela, não consegui segurar de
tanto tesão que estava sentindo e gozei novamente, fomos tomar banho
juntos nos beijando e nos acariciando. Ao voltarmos para o quarto nos
deitamos na cama minha amada falou, você e Corno Manso mesmo, nossa foi
muito bom, vou te chifrar sempre corninho.

Daí falou posso te confessar uma coisa, respondi que sim, ela falou não
vai ficar bravo nem triste, falei que não, que ela podia falar, ela
falou bom do jeito que você gostou de hoje acho que você vai gostar do
que vai ouvir. Falei para ela falar que estava me deixando curioso, e
ela falou, eu, já te trai varias vezes, desde que começamos a namorar,
com o Helio foi a primeira vez, mas já te trai com quatro amigos meus,
dois amigos seu, e um cara do meu antigo serviço, ouvindo isto fiquei
de pau duro novamente, ela falou e agora que vou te trair sempre seu
Corno Manso, pedi para ela me contar tudo e ela contou por enquanto que
eu me masturbava novamente ouvindo tudo que ela fez com os outros antes
do Helio, mas isto quem vai contar aqui para vocês e ela mesmo num
outro relato que ela prometeu que vai escrever para vocês. maridinhocorno@gmail.com

 

Opções de exibição de comentários

Escolha seu modo de exibição preferido e clique em "Salvar configurações" para ativar.

max comedor

sou de maracanau,33 anos discreto e roludo afim de comer uma esposa de um corno manso e liberal,tenho uma rola de 15cm por 4 de grossura,afim de esposas de fortaleza e região metropolitana,meu face é max ferrojr lá postei fotos de minha rola dura pronta pra enfiar na sua esposa!meu email-max.ferro.jr@gmail.com

max comedor

sou comedor,sou de maracanau discreto e roludo 15cm por 4 de grossura,vamos marcar pra comer sua esposa

max comedor

sou comedor,sou de maracanau discreto e roludo 15cm por 4 de grossura,vamos marcar pra comer sua esposa

Afim

Oi adoraria.. Me add. Msn

casal_afim30@ hotmail.com

tb gostaria de ver vc

tb gostaria de ver vc limpando sua putinha depois de eu encher ela de porra

quero te por chifres

cara sou maluco por muler casada voce podes me ajudar com sua esposinha.

quero realizar desejos teus.

ola amigoi gostaria mnmuitop de ser chupado por ti e depois sair com sua esposa seria possivel um abraçao.

QUERO FUDER ELA

Posso ajudar?

Vi seu comentario. Vamos conversar. Vc vai gostar do tamanho...

na verdade esse cara é

na verdade esse cara é viado ele queria ver outro comendo sua mulher por que depois que o cara comesse sua mulher comeria ele tbm ele gosta é de pinto gosta de ver o pinto dos caras!!!!!!

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
14 + 3 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4